FIM DO RODIZIÃO NA CIDADE DE SÃO PAULO A PARTIR DESTA SEGUNDA FEIRA 18.05

RODÍZIO TRADICIONAL VOLTA A VIGORAR NA CIDADE DE SÃO PAULO

Por Gilberto de Almeida 18/05/2020 - 09:19 hs

Com o fim do rodizião anunciado ontem 17.05.2020 pelo Prefeito da Cidade de São Paulo Bruno Covas, o rodizio tradicional que todos estão acostumados voltou a vigorar nesta segunda feira 18.05.2020, no anuncio feito no último domingo Covas afirmou que o rodizio par e impar não surtiu o efeito que esperava no isolamento social, pelo contrario 300 mil pessoas deixaram de usar os seus veiculos e passaram a utilizar o transporte público.

Agorqa com o retorno do rodizio tradicional os veiculos com placas finais 1 e 2 não podem cirucular no centro expandido da capital das 7h00 ás 10h00 e 17h ás 20h00 desta segunda feira 18.05

  • Segunda-feira: final de placa 1 e 2
  • Terça-feira: final de placa 3 e 4
  • Quarta-feira: final de placa 5 e 6
  • Quinta-feira: final de placa 7 e 8
  • Sexta-feira: final de placa 9 e 0

Ao anunciar o fim do rodízio de 50% dos veículos, Covas fez um apelo para os moradores que possam ficar em casa que fiquem, e que o fim do rodízio par e impar não é motivo para que ás pessoas saia de casa sem necessidade, e ainda disse “ que a taxa de ocupação dos leitos na Cidade de São Paulo é de 90% nas UTI ( Unidade de Terapia Intensiva)

Antecipação dos Feriados Municipais!

De acordo com Bruno Covas, será enviado um projeto de Lei para Câmara Municipal de São Paulo, para antecipar feriados municipais deste ano, fazendo assim com que os eles tenham ponto facultativo.  O Prefeito citou ainda os feriados de Corpus Christi e da Consciência Negra “Iremos manter a celebração dessas datas, porém terem celebrações nas datas, e sem serem obrigatórios. Tenho a certeza de que os católicos e todo movimento negro irão entender a importância dessa decisão neste momento. Afirmou Covas.

Na terça-feira, 6 de maio, a taxa registrada foi de 47%, assim como na terça, 12. Nesta sexta (14), na capital, o número sofreu queda em relação ao dia anterior e chegou a 48%. No sábado (16), o índice de isolamento chegou a 52%.

Ainda de acordo com Covas, as multas aplicadas durante os sete dias em que o rodízio restritivo permaneceu em vigor serão mantidas. "Quem foi multado, foi multado", garantiu.

Covas disse, porém, que os recursos solicitados para liberação durante tal período serão avaliados e os prazos só começarão a contar após o término da pandemia

"Antes de pensarmos em abrir, precisamos parar. Mas é preciso dizer que a prefeitura, sozinha, não tem todos os principais instrumentos para fechar totalmente a cidade. Nossa competência constitucional em segurança é muito limitada. Não há no mundo caso de autoridade pública sem poder de polícia, sem segurança pública, que consiga implantar um lockdown. Além disso, a capital não é uma ilha como a Nova Zelândia. Não somos isolados do mundo."

http://noticiasdeosascoeregiao.com.br/noticia/1231/bruno-covas-cancela-rodizio-de-par-e-impar-na-cidade-de-sao-paulo.html

Com informações Portal G1